Como arrumar a bagagem: Saiba o que você pode (e deve) levar na mala de mão

As regras para bagagem de mão mudaram em 2017, mas somente agora – maio de 2019 – a fiscalização se tornou mais rigorosa, de acordo com determinações da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear): para viagens nacionais, os passageiros têm direito a uma bagagem de mão de até dez quilos, com 55 cm de altura, 25 cm de largura e 25 cm de profundidade, conforme estipulado pela Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA).

As malas que não estiverem em conformidade com essas medidas deverão ser despachadas, e o valor varia de acordo com a companhia aérea. Para viagens internacionais, a maior parte das empresas adota o padrão de duas malas de até 23 quilos por passageiro (para despachar gratuitamente), além da bagagem de mão de até dez quilos, cuja soma das dimensões não ultrapassem 115 cm. Nesses casos, a bagagem deve conter itens essenciais, que possam ser usados durante o trajeto (voo + conexões), além de roupas e itens de higiene pessoal, que servirão em caso de emergência.


COMO PREPARAR MALA DE MÃO

Para facilitar a sua vida em uma viagem internacional, preparamos uma lista do que você deve carregar na bagagem de mão. Confira!

– Porta-documentos para levar passaporte; tickets das passagens aéreas (ida e volta); dinheiro (em moeda do país de destino e reais) e cartões de crédito; comprovantes de hospedagens no local de destino (endereços e telefones); seguro de saúde internacional; carteirinha de vacinação internacional; carteira de motorista; carteirinha de estudante ou de outras gratuidades reconhecidas por órgãos do país de destino;

– Uma caderneta com telefones de emergência, o endereço do consulado brasileiro e uma caneta;

– Remédios de uso contínuo (com prescrição médica no nome do paciente);

– Óculos escuros e óculos de grau (ou lentes de contato e acessórios para limpeza);

– Máquina fotográfica, bateria extra, cartões de memória;

– Notebooks e outros gadgets;

– Celular e carregador;

– Adaptador de tomada;

– Um livro;

– Lanche para alguma emergência durante o voo;

– Uma muda de roupa, para caso de extravio de bagagem despachada;

– Nécessaire pequena com itens de beleza e higiene pessoal.

 

CUIDADOS COM DINHEIRO E GRANDES VALORES

O correto é nunca despachar documentos, eletrônicos, cartões de débito ou de crédito e dinheiro.

Deixe na bolsa ou na mala de mão uma quantidade suficiente para gastos em aeroporto e para chegar até o lugar onde ficará hospedado. Mantenha o restante em uma doleira.

Joias, objetos frágeis, papéis negociáveis e documentos importantes também devem ser levados na bagagem de mão.

 

O QUE NÃO PODE SER LEVADO NA MALA DE MÃO

Não é permitido carregar consigo:

– alimentos frescos (produtos hortifrutigranjeiros, queijos e laticínios e outros produtos perecíveis);

– objetos cortantes e/ou perfurantes;

– substâncias tóxicas;

– substâncias explosivas ou inflamáveis;

– armas de fogo;

– palitos de fósforo ou isqueiros a gás.

 

LÍQUIDOS: COMO TRANSPORTAR

Em voos internacionais (e isso vale para alguns trechos domésticos de voos internacionais), a regra para transporte de líquidos é rígida e diz que os líquidos (xampus, condicionadores, cremes em geral, álcool gel, desodorante, creme dental e enxaguante bucal) devem ser acondicionados em embalagens plásticas transparentes vedadas, com volumes de até 100ml.

Bebidas e perfumes comprados no freeshop do aeroporto somente são permitidos lacrados e com apresentação da nota fiscal.

Em caso de dúvidas, não hesite em contatar a operadora do voo antes de preparar a mala de mão. Assim, você evita trabalho e constrangimentos desnecessários.

 

bagagem de mão